O que é um treino de flexibilidade?

O que é um treino de flexibilidade?

Atualizado em 20/fevereiro, 2017

O que é um treino de flexibilidade?

Desta vez a Fitness Magazine Brasil vai abordar um tema que é muito controverso nas salas de musculação e ginástica localizada: o treino de flexibilidade!

Estamos falando somente de alongamento? Não! Estamos falando somente de prevenção de lesões? Também não!

Para iniciar vamos definir alguns conceitos:

  • Amplitude de movimento (ADM) é o tanto, em graus, que a sua articulação consegue se mover sem restrições.
  • Mobilidade: é a capacidade da articulação em se mover dentro de sua ADM.
  • Restrição de mobilidade: ocorre dentro da articulação e normalmente é uma condição ortopédica que necessita de intervenção fisioterápica, medicamentosa ou cirúrgica.
  • Flexibilidade: é a capacidade do músculo em se alongar permitindo que ele atinja o seu comprimento máximo.
  • Encurtamento muscular: ocorre quando o músculo perde flexibilidade, impedindo que a articulação atinja sua ADM máxima. Predispõe o músculo a lesões do tipo distensão e é uma condição que, se estiver associada a dor, precisa de intervenção fisioterapêutica.
  • Alongamento: é o exercício responsável pela manutenção da flexibilidade.
  • Treino de flexibilidade: é o exercício responsável pelo aumento do comprimento muscular e, por consequência, de sua flexibilidade. Repare que o alongamento é uma forma de fazer este treino.
  • Hipermobilidade: é o excesso de movimento em uma articulação, devido ao excesso de mobilidade articular e à falta de estabilização muscular. Predispõe a articulação a lesões do tipo luxação.

O que é um treino de flexibilidade

Como você pode ver, a coisa não é tão simples! O tipo de treinamento que você terá que fazer pode ser para a manutenção da flexibilidade ou para o ganho de flexibilidade! O que define qual será? A avaliação fisioterapêutica!

Na avaliação será verificado se você tem ou não encurtamentos musculares, e se eles estão ou não relacionados com alguma dor que você tenha. Assim, se há dor e a origem passa por um encurtamento muscular, você precisa de tratamento fisioterápico.

Tem encurtamento e não tem dor? O seu treinador deverá incluir o treino de flexibilidade em suas atividades.

Não tem encurtamento? Você não precisa fazer trabalho de flexibilidade, apenas fazer exercícios dentro de toda a ADM disponível nas articulações ou um alongamento básico ao final de suas atividades.

Tem hipermobilidade? Então você está vetado de fazer até o alongamento básico e sua ficha deve incluir exercícios com ADM reduzida.

Exercícios de flexibilidade devem ser feitos antes ou depois do treino?

O exercício de flexibilidade envolve exercícios de alongamento além da ADM disponível, por isso ele pode receber um nome diferenciado. Assim, é um exercício que envolve uma tensão excessiva sobre os músculos, o que diminui sua capacidade de produção de força. Por isto, ele não pode ser feito antes do seu treino!

Por outro lado o músculo após o treino, está mais predisposto a sofrer lesões devido à demanda do exercício. Desta forma se você fizer uma exigência extra deste músculo você também pode sofrer uma lesão do tipo distensão!

Concluindo, o exercício de flexibilidade não pode ser feito no mesmo momento que o trabalho de força em um mesmo músculo! Você deve portanto alternar os grupos musculares que são trabalhados força e flexibilidade!

O trabalho de flexibilidade é importante para as pessoas que apresentam encurtamento muscular! Se tiver dor associada, você deve ir ao Fisioterapeuta antes de iniciar o seu trabalho em academia.

Caso não tenha dor, inclua o exercício de flexibilidade em sua ficha, alternando este trabalho com os de musculação, de forma que um mesmo músculo não seja alongado e fortalecido em um mesmo dia!

Deixe seu Comentário!