Relato sobre a Volta Internacional da Pampulha

Relato sobre a Volta Internacional da Pampulha

Relato sobre a Volta Internacional da Pampulha

Você é daqueles que gosta de dar uma corrida? Já pensou em participar destes eventos de corrida, com vários participantes e uma estrutura de largada, chegada e postos de hidratação? Sabe o que é uma maratona? Uma meia maratona? Acompanhe este artigo da Fitness Magazine Brasil e veja como é participar de uma corrida de rua.

No dia 04 de dezembro de 2016 aconteceu a XVIII Volta Internacional da Pampulha, uma prova de corrida de rua, em circuito plano, com 18 km (na verdade, 17,8 km) de extensão.

Trata-se de uma maratona? Não, a maratona tem um trajeto de 42,195 km.

Por que a maratona possui 42,195 km, que equivale a 26 milhas e 385 jardas?

Historicamente, 42 km foi a distância percorrida pelo mensageiro do Exército Ateniense Filípedes para avisar sobre a vitória do exército de Atenas sobre os Persas na planície de Marathon.

Mas durante as Olimpíadas de Londres de 1908, acrescentou-se a distância necessária para que a chegada fosse em frente ao Camarote do Rei. Assim, a partir de 1921, oficializou-se a distância de 42,195 km. Da mesma forma, a meia maratona equivale a 21,0975 km, distância superior à percorrida na Volta Internacional da Pampulha.

Correr a Volta internacional da Pampulha

E como é participar da Volta da Pampulha, um evento com mais de 15 mil atletas inscritos?

Vamos começar pela organização da largada. A largada se dá em quatro etapas, começando pelos atletas com necessidades especiais, elite masculina, elite feminina e público em geral.

O objetivo desta divisão é  priorizar os atletas de elite e com necessidades especiais no momento da largada, favorecendo a sua performance. O público em geral, teoricamente, é dividido de acordo com o seu pace (tempo necessário para percorrer 1 km).

Na prática os participantes não se posicionam na largada de acordo com o seu pace, tumultuando a largada, misturando atletas que estão lá para correr e medir seu tempo com pessoas que estão lá para dar uma caminhada na orla da Lagoa da Pampulha no dia do evento.

A saga de nosso atleta na Volta Internacional da Pampulha!

O atleta da Fitness Magazine Brasil viveu uma situação estranha para uma corrida! No momento da largada ele, querendo melhorar o seu tempo histórico (01:16:32), saiu correndo (como é de se esperar) e ouviu queixa de pessoas que estavam a frente dele na largada que ele estava “com muita pressa”!

Postos de hidratação na Volta Internacional da Pampulha

Durante a corrida os postos de hidratação encontram-se a cada 4 km, sendo que no km 14 houve um posto extra, distribuindo água de coco de um dos patrocinadores.

A água de coco é um isotônico, que faz reposição hidroeletrolítica (água e sais minerais). O ideal deste tipo de reposição é que ela ocorra após duas horas de atividade em alta intensidade. Desta forma, o posicionamento da banca de água de coco, no km 14 foi num local muito antes da necessidade para boa parte dos corredores.

Por falar em reposição, os atletas participantes receberam no kit um gel de concentrado de carboidratos. O momento ideal para esta reposição é após uma hora de atividade em alta intensidade. Como o gel é muito hidrofílico, há necessidade que sua ingestão se dê no momento de hidratação. No caso do Atleta da Fitness Magazine Brasil, o uso do gel se deu no posto de hidratação do km 12 (com 55 minutos de prova).

Desafios durante a Volta da Pampulha

Como é correr a Volta Internacional da Pampulha

Em 2016, a corrida se deu com piso molhado, embora não tenha chovido durante a prova. Por isto, nosso atleta ficou com os pés molhados, o que lhe renderam algumas bolhas, mesmo tendo passado vaselina nos pés antes de calçar as meias e o tênis.

As bolhas começaram a aparecer por volta do km 13, o que tornou a segunda metade da prova bastante custosa. Assim, a velocidade média dele, que estava em 14 km/h na primeira metade da prova, caiu um pouco na segunda metade, ficando na faixa de 13,5 km/h.

Como manter a motivação durante uma corrida de rua?

Após o km 17, nosso atleta esqueceu-se das bolhas, das dores musculares, do cansaço e imprimiu um Sprint final, de forma a buscar o melhor tempo possível!

Como ele já sabia que não ia atingir seu objetivo de fazer o percurso em menos de 01:15:00, e nem mesmo melhoraria o seu tempo de 01:16:32, o objetivo passou a ser terminar o percurso em menos de 01:20:00 (melhor que na XVII Volta Internacional da Pampulha, em que fez 01:21:00).

Este Sprint, bem como a preocupação com a melhora de sua performance individual para o trajeto, deixa claro que o objetivo de um atleta amador neste tipo de evento tem de ser ganhar de si mesmo, ou seja, melhorar o seu desempenho.

Nosso atleta passou pela chegada com 01:19:09 (tempo oficial divulgado 72 horas após o término da prova), este tempo o colocou entre os 55 melhores da sua faixa etária (40 a 45 anos)!

Como é o final da Volta da Pampulha?

Após a chegada, nosso atleta se dirigiu ao posto médico, uma vez que ele tem hipertensão arterial e precisava dar uma checada sobre como estava sua pressão arterial. O resultado da medição da pressão deu dentro do ideal para quem havia percorrido 17,8 km em menos de 01:20:00.

Depois de passar pelo posto médico, nosso atleta pegou uma bolsa de gelo para passar em seus membros inferiores e atrás do pescoço, dando uma resfriada e ajudando os seus mecanismos de termorregulação a voltar ao seu estado de base.

Após o gelo, ele dirigiu-se à saída da área dos corredores, onde recebeu a medalha de participante; um kit com barra de torrone, maçã, ameixa fresca e banana; água mineral (sem limite para o consumo); uma água de coco (agora em um bom momento para ser consumida).

Importante: nosso atleta bebeu a água de coco porque já havia conferido como estava sua pressão arterial antes, uma vez que o seu consumo é contraindicado em casos de pressão arterial elevada. Também tinha um stand de patrocinador servindo um café, mas como a fila estava muito grande, nosso atleta acabou abrindo mão.

Volta Internacional da Pampulha 2017

Nosso atleta já está vislumbrando a XIX edição. Para isto, já conversou com o seu treinador de corrida para traçar as metas, fazer as planilhas de treinamento e buscar, em dezembro de 2017, o objetivo de 17,8 km em menos de 01:15:00.

E você? Aceita o desafio?

Deixe seu Comentário!

UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!

Assine nossa newsletter e receba nossos artigos gratuitamente

GARANTIA: Seus dados estão seguros! Nunca enviaremos spam nem compartilharemos seus dados.

Você quer uma vida mais saudável?

NÓS TE AJUDAMOS!

EU QUERO!

Eu não quero...

Receba nossos artigos e dicas de saúde grátis!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER 

AGRADECEMOS POR ASSINAR!

JUNTOS POR UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!