Você sabe como os sistemas de saúde se organizam?

Você sabe como os sistemas de saúde se organizam?

Você sabe como os sistemas de saúde se organizam?

Você sabe o que são os níveis de atenção à saúde? Sabe qual a importância deles?

Primeiramente, você sabe o que significa saúde?

As definições aplicadas a saúde são várias, variando desde a ausência de doenças até a capacidade de uma pessoa se relacionar com o ambiente que a cerca.

A ausência de doenças é um conceito que não existe, uma vez que existem doenças que não se manifestam, ou que não tem intensidade suficiente para prejudicar a sobrevida de uma pessoa.

Da mesma forma, a definição adotada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que diz que saúde é “o completo bem-estar físico, psíquico e mental” não é de grande aplicabilidade, uma vez que temos situações em que não temos esta completude, mas que estamos saudáveis.

A definição mais aplicável de saúde é a que relaciona saúde com a nossa capacidade de interagir com o ambiente e pessoas que nos cercam.

Desta forma, estamos num processo de saúde-doença quando submetidos a situações, decorrentes de agentes externos ou internos ao nosso corpo que nos leva a perder nossa capacidade de interação.

Este processo é individual, dependendendo de estilo de vida, ambiente, predisposição genética e condições socioculturais e socioeconômicas!

Como os sistemas de saúde se organizam?

Definidos saúde e seus condicionantes, chegamos aos níveis de atenção à saúde, que são a forma como os sistemas de saúde se organizam buscando promover e cuidar da saúde das pessoas.

Estes níveis são definidos internacionalmente e, no Brasil, são adotados tanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) quanto por planos e convênios médicos.

Atenção primária.

Toda doença tem um período anterior à sua manifestação. Neste período, o agente causador se apresenta a um organismo que pode ou não desenvolver a doença a ele associado.

Para evitar que este desenvolvimento, medidas de prevenção devem ser adotadas. Estas medidas de promoção à saúde e de proteção específica correspondem ao nível de atenção primária!

No âmbito do SUS, esta atenção localiza-se principalmente na Estratégia de Saúde da Família (ESF), programas de vacinação e nos programas obrigatórios de saúde e segurança do trabalho.

Atenção secundária.

A fase patológica de uma doença envolve a fase pré-clínica ou assintomática e a fase clínica, em que a pessoa apresenta os sintomas.

A atenção secundária é a que age diretamente sobre a doença, visando seu diagnóstico e tratamento precoce como forma de limitar o dano causado por ela. Esta atenção está vinculada principalmente aos hospitais.

Atenção terciária.

A doença passou, chegando em sua fase de incapacidade residual. Esta incapacidade pode ser momentânea ou permanente, dependendo da gravidade e das estruturas atingidas.

Neste momento, o paciente precisa ser reabilitado e tratado, de forma a prevenir uma deterioração ainda maior do seu corpo. Este momento caracteriza a atenção terciária à saúde e ocorre normalmente em ambulatórios e em clínicas de reabilitação.

Os níveis de atenção à saúde servem para que as Organizações promotoras de saúde, públicas ou privadas, planejem como irão atender as necessidades de saúde de cada pessoa!

Por isto que é importante que você saiba estes conceitos e a qual unidade de saúde recorrer em cada um dos casos possíveis de manifestação ou prevenção de doenças.

Deixe seu Comentário!

Você quer uma vida mais saudável?

NÓS TE AJUDAMOS!

EU QUERO!

Eu não quero...

Receba nossos artigos e dicas de saúde grátis!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER 

AGRADECEMOS POR ASSINAR!

JUNTOS POR UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!