Você sabe como os sistemas de saúde se organizam?

Você sabe como os sistemas de saúde se organizam?

Você sabe como os sistemas de saúde se organizam?

Você sabe o que são os níveis de atenção à saúde? Sabe qual a importância deles?

Primeiramente, você sabe o que significa saúde?

As definições aplicadas a saúde são várias, variando desde a ausência de doenças até a capacidade de uma pessoa se relacionar com o ambiente que a cerca.

A ausência de doenças é um conceito que não existe, uma vez que existem doenças que não se manifestam, ou que não tem intensidade suficiente para prejudicar a sobrevida de uma pessoa.

Da mesma forma, a definição adotada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que diz que saúde é “o completo bem-estar físico, psíquico e mental” não é de grande aplicabilidade, uma vez que temos situações em que não temos esta completude, mas que estamos saudáveis.

A definição mais aplicável de saúde é a que relaciona saúde com a nossa capacidade de interagir com o ambiente e pessoas que nos cercam.

Desta forma, estamos num processo de saúde-doença quando submetidos a situações, decorrentes de agentes externos ou internos ao nosso corpo que nos leva a perder nossa capacidade de interação.

Este processo é individual, dependendendo de estilo de vida, ambiente, predisposição genética e condições socioculturais e socioeconômicas!

Como os sistemas de saúde se organizam?

Definidos saúde e seus condicionantes, chegamos aos níveis de atenção à saúde, que são a forma como os sistemas de saúde se organizam buscando promover e cuidar da saúde das pessoas.

Estes níveis são definidos internacionalmente e, no Brasil, são adotados tanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) quanto por planos e convênios médicos.

Atenção primária.

Toda doença tem um período anterior à sua manifestação. Neste período, o agente causador se apresenta a um organismo que pode ou não desenvolver a doença a ele associado.

Para evitar que este desenvolvimento, medidas de prevenção devem ser adotadas. Estas medidas de promoção à saúde e de proteção específica correspondem ao nível de atenção primária!

No âmbito do SUS, esta atenção localiza-se principalmente na Estratégia de Saúde da Família (ESF), programas de vacinação e nos programas obrigatórios de saúde e segurança do trabalho.

Atenção secundária.

A fase patológica de uma doença envolve a fase pré-clínica ou assintomática e a fase clínica, em que a pessoa apresenta os sintomas.

A atenção secundária é a que age diretamente sobre a doença, visando seu diagnóstico e tratamento precoce como forma de limitar o dano causado por ela. Esta atenção está vinculada principalmente aos hospitais.

Atenção terciária.

A doença passou, chegando em sua fase de incapacidade residual. Esta incapacidade pode ser momentânea ou permanente, dependendo da gravidade e das estruturas atingidas.

Neste momento, o paciente precisa ser reabilitado e tratado, de forma a prevenir uma deterioração ainda maior do seu corpo. Este momento caracteriza a atenção terciária à saúde e ocorre normalmente em ambulatórios e em clínicas de reabilitação.

Os níveis de atenção à saúde servem para que as Organizações promotoras de saúde, públicas ou privadas, planejem como irão atender as necessidades de saúde de cada pessoa!

Por isto que é importante que você saiba estes conceitos e a qual unidade de saúde recorrer em cada um dos casos possíveis de manifestação ou prevenção de doenças.

Deixe seu Comentário!

UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!

Assine nossa newsletter e receba nossos artigos gratuitamente

GARANTIA: Seus dados estão seguros! Nunca enviaremos spam nem compartilharemos seus dados.

Você quer uma vida mais saudável?

NÓS TE AJUDAMOS!

EU QUERO!

Eu não quero...

Receba nossos artigos e dicas de saúde grátis!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER 

AGRADECEMOS POR ASSINAR!

JUNTOS POR UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!