Cárie dentária e exercícios físicos, entenda a relação!

Cárie dentária e exercícios físicos, entenda a relação!

Cárie dentária e exercícios físicos, entenda a relação!

A higiene bucal é algo que nunca devemos descuidar! Embora a incidência da cárie dentária tenha diminuído muito, principalmente em razão da fluoretação da água, da melhora da qualidade dos produtos de higiene bucal e de outras políticas de saúde pública e sociais, o Brasil ainda apresenta altos índices.

Um dos motivos para este fato é que algumas atividades físicas causam a necessidade de cuidados adicionais com os dentes! Confira neste artigo da Fitness Magazine Brasil!

A cárie dentária

A cárie dentária é uma infecção bacteriana transmissível que ataca os tecidos dentários, levando a formação de cavidades e até mesmo a desintegração dos dentes.

A prevenção da cárie passa pelo controle das bactérias que a causam. Entre os fatores individuais causadores de cáries dentárias encontram-se a baixa produção de saliva e também sua acidez.

Cárie dentária e exercícios físicos

Cárie dentária e exercícios físicos

Estudos recentes têm indicado que a atividade física, de acordo com a sua duração, altera as atividades hormonais, que acabam refletindo na quantidade de saliva e em sua acidez.

Atividades realizadas em alta intensidade com até uma hora de duração promovem a liberação de hormônios anabolizantes, como testosterona e hormônio do crescimento. A longa duração acaba por levar a um aumento de produção de hormônios catabolizantes, como o cortisol.

Esta diferença de ação hormonal influencia a saúde bucal. A testosterona favorece a produção de saliva, já o cortisol diminui esta produção e também aumenta a acidez da saliva.

As atividades aeróbicas de longa duração estão associadas à respiração bucal, o que também diminui a quantidade de saliva na boca!

Por outro lado, as bebidas isotônicas e os repositores de carboidratos são ricos em açucares, que alimentam as bactérias causadoras da cárie. Os suplementos proteicos estão associados a uma maior acidez da saliva.

Atenção! Quanto maior a duração da sua atividade física em alta intensidade e o consumo de suplementos, maior deve ser o seu cuidado com os dentes. Este cuidado envolve a correta hidratação e a escovação dos dentes após as atividades físicas e suplementação alimentar.

Fratura dentária e exercícios

A cárie dentária não é o único problema que relaciona a atividade física e a saúde bucal! A fratura dentária também ocorre muito em atletas de artes marciais e de esportes de contato, como handball, basquete e futebol. Então, o uso do protetor bucal é muito recomendado!

Além destes esportes, o praticante de atividade física que apresente bruxismo (deslocamento anterior da mandíbula que aumenta o estresse compressivo sobre os dentes) precisa usar a placa dental de alívio, tanto para dormir quanto para a realização de atividades físicas, uma vez que durante o esporte a tensão da musculatura mastigatória também aumenta!

Converse com o seu dentista sobre os seus níveis de atividade física e quais modalidades pratica e defina com ele as melhores formas de garantir a saúde bucal!

Deixe seu Comentário!