Emagreça comendo de tudo!

Emagreça comendo de tudo!

Emagreça comendo de tudo!

Um dos assuntos mais pesquisados na atualidade é o emagrecimento. E não apenas o emagrecer, mas principalmente o manter-se magro!

Este interesse vem do fato de que qualquer dieta, por mais absurda que possa parecer, é capaz de levar ao emagrecimento! Mas por que não devemos adotar dietas restritivas radicais uma vez que elas emagrecem?

Por que não conseguimos fazer as dietas radicais por muito tempo?

As principais razões são que a restrição pode ser de algo muito importante para a sua saúde ou de algo que você não consegue viver sem, porque gosta muito! Nestas duas situações em algum momento você vai sair da dieta e aí vem o efeito sanfona!

O ideal é que você procure dietas que permitam comer de tudo, mas com equilíbrio!

Um exemplo desta situação foi observado por pesquisadores da Universidade de Bergen na Noruega, ao analisarem a gordura corporal e síndromes metabólicas após a adoção de duas dietas diferentes, mas com a mesma quantidade de calorias: uma com alta quantidade de gorduras e outra com baixa quantidade de gorduras.

Por que não conseguimos fazer as dietas radicais por muito tempo?

Estudo científico sobre emagrecimento

Neste estudo os pesquisadores recrutaram 46 homens, entre 30 e 50 anos de idade, com índica de massa corporal (IMC) maior que 29 e circunferência abdominal maior que 98 cm.

Metade deles foi submetido a uma dieta com 73% das calorias provenientes de gordura e 10% de carboidratos, a outra metade a uma dieta com 30% das calorias provenientes de gorduras e 53% de carboidratos.

As dietas foram mantidas por 12 semanas, tinham a mesma quantidade de calorias diárias (2100 calorias), mesma quantidade de proteínas (17% das calorias), os alimentos eram pouco processados e os carboidratos de baixo índice glicêmico.

Os alimentos adotados foram queijos, carnes não processadas, óleos poli-insaturados, alimentos integrais, verduras e legumes para ambas as dietas.

Comeu o suficiente e ficou com fome? Entenda o motivo!

Os resultados indicaram que ambas levaram ao emagrecimento, com perda de 11 a 12 kg (sinal de que você não pode esperar perder mais de 1 kg por semana de maneira saudável), melhora dos níveis de triglicerídeos e de glicemia sanguínea.

O colesterol de alta densidade (HDL, também conhecido como colesterol bom) aumentou no grupo que teve dieta rica em gorduras e o colesterol de baixa densidade (VLDL e LDL, o colesterol ruim) diminuiu mais no grupo de dieta rica em carboidratos.

O que significam os resultados desta pesquisa?

As dietas não precisam ser restritivas, e realmente é possível que você emagreça comendo o que quiser, desde que mantenha baixo o consumo de calorias!

Também fica evidente que qualquer dieta que prometa, ou proporcione perda superior a 1 kg por semana ao longo de 3 meses pode implicar em perda de saúde ou numa maior probabilidade de efeito sanfona!

Deixe seu Comentário!

Você quer uma vida mais saudável?

NÓS TE AJUDAMOS!

EU QUERO!

Eu não quero...

Receba nossos artigos e dicas de saúde grátis!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER 

AGRADECEMOS POR ASSINAR!

JUNTOS POR UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!

GOSTOU?

Assine nossa Newsletter e fique ligado nas melhores materias sobre Fitness!

Temos mais!

Bons Treinos!