Cuidado com seu trabalho, ele pode te deixar doente!

Cuidado com seu trabalho, ele pode te deixar doente!

Cuidado com seu trabalho, ele pode te deixar doente!

Você sabia que dois milhões de trabalhadores morrem em decorrência de doenças e lesões ocupacionais por ano?

Este número te assusta? Então imagine que uma quantidade muito maior de pessoas acaba impossibilitada de trabalhar, mesmo que isto implique em um grande prejuízo para a sua vida econômica e relacionamentos interpessoais.

O que pode ser feito para que estes dados minimizem? Acompanhe neste artigo da Fitness Magazine Brasil!

Lesão ou doença ocupacional?

Uma questão relevante é a diferenciação entre doença e lesão ocupacional. A lesão é decorrente de um acidente no local de trabalho (acidente típico) ou no trajeto que o trabalhador faz para chegar ao seu local de trabalho (acidente atípico).

A doença ocupacional é desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e que com ele mantém relação direta.

Transtornos ocupacionais de origem ortopédica

Esta separação é importante até para se entender a mudança nos nomes dados aos transtornos ocupacionais de origem ortopédica.

Inicialmente o nome era Lesão por Esforço Repetitivo (LER), mas como essa lesão raramente era decorrente de um acidente, este nome foi substituído por Doença Ocupacional Relacionada ao Trabalho (DORT).

Nos últimos anos, para não limitar a definição à lesão ou doença ocupacional, adotou-se o termo Afecções Musculares Relacionadas ao Trabalho (AMERT).

Como diminuir a possibilidade de desenvolver uma AMERT?

Os acidentes devem ser prevenidos através das boas práticas de segurança, como treinamentos, análise do risco antes da execução do trabalho, adoção de medidas coletivas de segurança e de equipamentos de proteção individual (EPI).

Tais medidas são válidas tanto para grandes empresas quanto para trabalhos executados em sua própria casa!

Já as doenças podem ser prevenidas através do rodízio entre as atividades como, por exemplo, alternar a digitação com pequenos deslocamentos pelo local de trabalho.

Outras possibilidades envolvem o trabalho em turnos, o descanso entre tarefas repetitivas e a melhora ergonômica do local de trabalho.

Ginástica laboral

A ginástica laboral é a atividade física realizada dentro do local de trabalho, visando a correção de vícios de postura, encurtamentos musculares e de fáscias e o fortalecimento dos músculos mais demandados durante o trabalho.

A efetividade da ginástica laboral está relacionada à uma boa análise ergonômica do trabalho (AET), bem como de um estudo preliminar sobre as principais afecções que atingem os trabalhadores deste local de trabalho.

A ginástica laboral deve ser estruturada e planejada de acordo com as particularidades dos trabalhadores, do trabalho realizado e do local de trabalho.

Cuidados com a saúde dentro e fora do trabalho

Além destes cuidados dentro do local de trabalho, é importante que você se cuide também quando não estiver trabalhando!

Como fazer isto? Mantendo hábitos saudáveis, diminuindo o consumo de álcool e cigarro, atentando para a qualidade da sua alimentação, mantendo atividade física regular e controlando o peso.

Colaborou neste artigo o Prof. Dr. Renato Coelho da Nomus Consultoria.

Deixe seu Comentário!

Você Ganhou!

Acesso Premium aos nossos artigos.
Saúde, Cuidados e Beleza para você do jeito certo!

Parabéns, você assinou nossa newsletter!