O Esporte como Atividade Física: Videogame!

O Esporte como Atividade Física: Videogame!

O Esporte como Atividade Física: Videogame!

O Videogame é esporte? É uma atividade física? Estas perguntas invadem a cabeça dos pais, principalmente na hora de definir por quanto tempo os filhos podem permanecer jogando em frente a uma televisão ou computador!

Para saber as respostas para estas questões, acompanhe esta reportagem da Fitness Magazine Brasil!

O que é esporte? Por definição é a prática individual ou coletiva de um jogo ou atividade que demande atividade física e destreza, tanto para recreação quanto para competição.

Atividade física por sua vez, é qualquer atividade corporal produzida pela ação muscular que implique em aumento de gasto calórico para qualquer valor acima do metabolismo basal.

A competição entre gamers (jogadores de videogame) já chegou ao ponto de encher estádios! Com isto, podemos dizer que o videogame é um esporte, uma vez que ele preenche os critérios de atividade física, destreza e a finalidade de recreação ou competição!

Mas o videogame é um esporte que produz um gasto calórico substancial?

Se jogado tanto no computador quanto em joystick de consoles próprios, ele tem o mesmo gasto calórico de bater palmas, o que é muito pouco! Para se ter uma ideia, uma pessoa de 75 kg não vai gastar mais que 100 calorias por hora!

No entanto, neste caso estamos falando de jogos em que a interação entre o gamer e o avatar (representação do gamer no jogo) se dá apenas através de botões.

O primeiro console a mudar está lógica foi o Nintendo Wii, que apresentava em seu joystick, acelerômetros e sensores de infravermelho. Com isto o movimento do joystick pelo gamer também passou a ser um input de dados para o avatar.

Depois disto vários outros consoles surgiram, alguns inclusive dispensaram o joystick e através de câmeras de infravermelho, passaram a fazer o acompanhamento do movimento corporal do gamer replicando-o no avatar. Com isto o gasto calórico aumentou sensivelmente, embora ainda seja inferior ao obtido por atividades físicas tradicionais.

Se o gasto calórico aumentou, mas ainda é inferior ao de outras atividades físicas, qual a vantagem do videogame?

Uma pesquisa recente conduzida por pesquisadores dos Departamentos de Fisiologia, de Neurologia e Psiquiatria da Universidade da Califórnia teve por objetivo avaliar a habilidade do cérebro em adquirir rapidamente novos conhecimentos através do videogame.

Eles verificaram que os consoles que integram o movimento do gamer com a resposta em tempo real do avatar têm a capacidade de estimular o cérebro, otimizando o processo de aprendizagem motora tanto em crianças saudáveis quanto naquelas com sequelas neurológicas!

Com todas estas informações, você já percebeu que o videogame é sim uma atividade física, principalmente aqueles que captam o movimento do gamer.

Apesar de atuar de maneira positiva na aquisição de habilidades motoras, o gasto calórico associado ao videogame é baixo. Assim cabe ao gamer, ou a seus responsáveis, estabelecer um horário para o seu uso. Outras atividades físicas também são importantes!

Deixe seu Comentário!

Você quer uma vida mais saudável?

NÓS TE AJUDAMOS!

EU QUERO!

Eu não quero...

Receba nossos artigos e dicas de saúde grátis!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER 

AGRADECEMOS POR ASSINAR!

JUNTOS POR UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL!