O que a ciência diz sobre suplementação alimentar?

O que a ciência diz sobre suplementação alimentar?

Atualizado em 22/maio, 2019

O que a ciência diz sobre suplementação alimentar?

Ao começar uma atividade física regular muitas pessoas têm dúvidas sobre a sua alimentação. O que é bom? O que devo evitar? Suplementação de vitaminas é necessária? E de sais minerais? Proteínas? Pensando em responder a estas questões, a Fitness Magazine Brasil traz para você as últimas informações a respeito da suplementação alimentar! Acompanhe!

Vamos começar abordando a qualidade dos produtos. Será que o que você está consumindo é realmente o que você está comprando?

Uma pesquisa realizada em 2015 por um grupo que envolveu o Instituto de criminalística da Polícia Federal e o Laboratório de Toxicologia da Universidade de Brasília indicou que o primeiro problema no comércio de suplementos e medicamentos contra disfunção erétil no Brasil está na adulteração.

Eles observaram que em uma amostra de 2.898 produtos apreendidos, a grande maioria com origem declarada dos USA, 180 apresentaram algum tipo de adulteração, incluindo a presença de drogas não declaradas, como anabolizantes e inibidores de apetite.

Ainda no Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) tem feito análise de diversos produtos, banindo aqueles que não se encontram em conformidade com a legislação. Nos últimos dois anos, só para se ter uma ideia, foram proibidos de serem comercializadas 35 marcas!

Atenção! Verifique a procedência do seus produtos!

Outros estudos realizados por diferentes instituições em diferentes países, indicaram que pode haver menor ou maior quantidade dos componentes quando comparada à que está descrita nos rótulos. Isto é de grande relevância, uma vez que a escolha do produto pelo seu Nutricionista baseia-se nestas informações. Caso ela esteja errada, você pode estar sujeito tanto à falta quanto ao excesso dos componentes presentes nos produtos.

Isto é muito grave! A hipovitaminose (falta de vitaminas) está relacionada a diversos malefícios à saúde como diminuição da matriz óssea, que pode levar à osteoporose, cegueira noturna, descamação da pele e feridas na boca persistentes. Por outro lado, a hipervitaminose (excesso de vitaminas) também pode causar malefícios, que podem variar de sintomas de intoxicação alimentar até a formação de pedras nos rins.

O excesso de sais minerais pode levar à Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e também a processos de calcificações em órgãos e articulações gerando pedras nos rins e sintomas similares à gota!

O excesso de proteínas por sua vez, sobrecarrega os rins podendo levar, em casos graves, à necessidade de hemodiálise!

Estes resultados indicam a importância de que você certifique a procedência do suplemento que está consumindo. O fato de ele ser “importado” não quer dizer que ele não seja falsificado ou que não esteja sujeito a adulterações de seus componentes em relação ao que é declarado em seu rótulo!

Outra questão fundamental é que você busque se orientar sobre a real necessidade de consumir suplementos! Para isto, converse com o seu Treinador, com um Médico e Nutricionista de sua preferência!

Deixe seu Comentário!